17

Porque não consigo engravidar?

Foto:Google

Então...
Essa pergunta não sai da minha cabeça, não estou conseguindo pensar em outra coisa depois do último acontecido dessa semana, será que tenho algum problema? Será que o maridão tem algum problema? O que tenho feito de errado? O que de certo deveria fazer? Até o marido veio novamente com a história do período fértil!Sabe amigas, minha vida tem ficado estagnada até o momento, é como se tudo de melhor fosse acontecer conosco após a notícia da gravidez, e isso tem me deixado ainda mais ansiosa, mais angustiada, e como se todo meu esforço realizado até então de ficar longe do blog e não falar mais em gravidez e Cia tivesse sido tudo em vão.


Assim fui eu novamente em busca das calculadoras do período fértil e no site :
http://boasaude.uol.com.br/tools/ovcal.cfm  


Ali descobri através do planejamento de fertilidade que:
Meu ciclo tem 28 dias;
Que meu próximo ciclo é para dia 22/09/2011;
o mais importante:
Que meu período fértil começa com alta fertilidade no dia  03/09/2011
E minha ovulação termina com baixa fertilidade no dia 08/09/2011
E lá vamos nós para mais um ciclo, mais uma tentativa e mais uma esperança!


Beijinhos férteis a todas minhas amigas tentantes!
Beijinhos com amor para minhas amigas já mamães!



9

Não estou grávida!



Oie minhas companheiras,

Como noticia ruim sempre chega rápido, hoje tive uma surpresa nada agradável, sim minhas queridas a “a monstra” apareceu (dia 26/08/2011). Já chorei muito, já fiquei triste, já ate briguei com o maridão sem motivos, mas agora com calma vejo que não adiantou de nada todo o bafão! Acho que Deus sabe mesmo o que faz, quem sabe ele ta esperando eu arrumar um emprego, ou por meus planos de casa nova em prática ou até mesmo conseguir o din din necessário para dar inicio a meu “projeto de trabalhar em casa”, ele é sábio e sabe o que faz né amigas?

Queria agradecer pela força! Pelas mensagens de carinho!
Espero contar com vocês para dar continuidade a essa luta, pois não vou desistir!

Beijinhos!
11

Será que estou grávida?



Olá minhas queridas,

Entrei hoje no meu cantinho para levantar um assunto que vem incomodando a meu marido e eu mas tive que mudar o assunto do Blog sabem porque?
Venho me mantendo tão distante desse cantinho que realmente a ansiedade por um positivo bem dizer sumiu, e hoje aproveitei que entrei no blog e resolvi ver a data prevista para próxima visita da minha querida amiga de todos os meses “a monstra” e adivinhem? Já deveria ter vindo no dia 22/08 e hoje dia 26/08 já deveria estar indo embora, mas nada apareceu, nada foi embora e eu estou boba, com medo, suando frio e com friozinho na barriga. Maridão roncando aqui do meu lado da cama, a vontade enorme de acordá-lo e contar o acontecido, mas, se eu realmente estiver grávida (não acredito que estou falando isso!) quero fazer uma bela surpresa! Espero dividir esse momento com vocês!!!!

To tão tola que não sei nem o que fazer agora. Meninas me ajudem: Quanto tempo devo esperar pra fazer o meu teste de farmácia? E o tempo do exame de sangue? Até quanto tempo é normal a monstra atrasar?Conto para o maridão agora ou espero os exames e faço surpresa?

Beijos ansiosos por bons conselhos :*


15

1 ano e 8 meses de casamento



Hoje um dia tão especial!
Hoje e o Maridão fizemos 1 ano e 8 meses de casamento e namoro!
Hoje o dia só não está ainda mais especial porque ainda não temos o nosso baby nos braços.. Mas, ainda temos muitos aniversários e muitos sonhos a se realizar e espero dividir todos com vocês.

Amor, eis o amor da minha vida, alguém que Deus me deu de presente, espero juntos dar continuidade a essa nossa família linda!Que como sempre te falo: vai ser enormeeeee!!! :)

Meninas, obrigada por tudo! Hoje foi um dia muito melhor graças a todas vocês!
6

Voltei


Olá minhas amigas,

Após um tempo longe de vocês tenho algumas coisas a dividir:

O sumiço: Pois é minhas queridas, eu sei que andei sumida, mas é que resolvi da um tempo como tentante oficial aqui do blog, esquecer um pouco esse mundo de desejos e tentativas e diminuir um pouco minha ansiedade, algo que tem me atrapalhado bastante nessa minha busca pela maternidade.

Provável período fértil: Então tentantes, nesse meu último provável período fértil (os dias que calculamos juntas em post anterior) tentei esquecer que seria um período de tentativas e resolvi ficar longe do blog, esquecer um pouco os desejos, as vontades e curti esses dias com o maridão como se fosse um dia comum como todos os outros dias. Fácil? Não, mas tentante é isso, é tentativa de fazer dar certo!

Como estou: Estava com saudade de todas vocês, ainda ando um pouco pra baixo, acredito que pela falta de “ter o que fazer” (pelo desemprego) acabo pensando milhões de coisas. Desconfiança, baixo estima, falta de confiança em mim mesmo e medo são sentimentos que tem me acompanhado, e com a ausência da companhia de vocês parece que fico ainda pior.

Com o Maridão: Estamos bem! Ele ta bastante amoroso nesses últimos dias, e fala sempre quando estamos deitados na cama que já sente que estou grávida. #devaneiosdefuturopapai!

A Pipoca: Meninas, imagem o cão do filme “Marley e eu”, imaginaram? Agora multipliquem a forma sapeca dele por dez, sim! Essa é a personalidade da nossa mas nova filhota! Destrói tudo! Come todas as plantas que papai estava cultivando! Não da sossego para os outros bebes cães da casa! Ela é um verdadeiro Vulcão em erupção!

Planos: Então garotas, iniciei na última semana um curso de pós graduação a distancia, ainda estou me adaptando a essa nova maneira de estudar, mas acho que vai ser bom à volta aos estudos. Também estou com outros planos mais para o futuro, quando chegar a hora vou dividir com certeza com vocês.

Então é isso, é bom estar de volta! É bom sentir vocês mais próximas novamente! É bom saber que tenho com quem dividir meus anseios e loucuras! Beijo!
15

Adotar é tudo de bom!


Olá minhas companheiras,

Desculpe o sumiço nesse final de semana, mas é que ser mãe não é fácil. Ops! Deixa eu explicar melhor para vocês, pois não adotei um baby não meninas, bom! É um baby, mas não um baby de humanos, mas um baby de animais, hehehehehe!!!
É isso mesmo minhas amigas, adotamos mais um cãozinho. É comum você ir a uma instituição e adotar um cãozinho e ir para casa todo feliz com seu novo filhote né? Mas nossa história foi bem diferente, sexta-feira tive uma entrevista de emprego, nervosa, pedi que meu marido arrumasse um tempinho para me levar e ficar me esperando lá para que juntos viéssemos embora, e assim foi, entrei fiz a entrevista, enquanto isso  meu marido me esperava no carro,  quando sai da empresa estava lá meu marido conversando com uma outra moça no meio da estrada, estranhei e só entendi quando cheguei mais perto, ela levava na mão presa na coleira um filhote lindo mestiço de labrador, juntos eu e meu marido escutamos toda a história daquela senhora, que contou que fazia 3 meses que havia ficado viúva que tirava cães de rua e levava pra casa onde tratava e acabava adotando a todos, como ela hoje se encontrava sozinha e com muitos cães para cuidar ela estava doando aquele lindo filhotinho, uma fêmea que se chamava PIPOCA!!!
Pegamos o seu telefone e endereço e ficamos de pensar e retornar se caso resolvêssemos adotá-la. No sábado não resistimos e logo após o almoço já estávamos lá pegando a nossa PIPOCA, que hoje alegra demais a nossa simples casa!
Então minhas amigas eu e meu marido somos defensores dos animais e sempre colocamos na nossa cabeça que se um dia tivéssemos a vontade de ter mais um cão seria dessa forma, através da adoção!

Então fica um recado aqui para todas vocês: 
Não compre um animal de estimação, adote um! Sempre é tempo de fazer novos amigos. Abrace essa causa junto com a gente, pois, ADOTAR É TUDO DE BOM!


Beijinhos e Lambidas,
May e Pipoca :*

17

Acima do PESO!


Olá minhas velhas e novas amigas blogueiras!!
( Confesso que estou muito feliz com as novas seguidoras)

Hoje vim falar para vocês de um assunto nada agradável pra mim pelo menos: PESO! Ou estar acima do PESO!
Sempre tive a estrutura de uma menina com corpo de mulher e quando já na fase adulta  fui me tornando uma mulher mais mulherão com corpo mais cheinho, com peitões, bundão e coxa grossa. Antes de conhecer meu marido passei por uma fase difícil da minha vida e acabei engordando bastante, mas acabei fazendo uma reeducação alimentar e acabei perdendo os quilinhos que havia ganhado, hoje, após o casamento novamente estou ganhando peso, a vida de casado é gostosa pra tudo né gente, para comer um pizza a dois, uma batata frita com filezinho de peixe a milanesa e assim vai...
Com o pensamento voltado a maternidade, com o desemprego e com o dia todo em casa sem nada pra fazer a ansiedade só aumenta e com ela a fome também... Exercícios nunca foi uma paixão, e o único exercício que amei fazer até hoje, foi  o Jump, que infelizmente não estou podendo pagar hoje.
Fico doente vendo mulheres lindas e magras na TV, tentei por vezes iniciar uma dieta mas com o maridão ''deposito de detritos'' do meu lado é quase impossível. E confesso, to com medo de engravidar com o peso que estou hoje,  já que futuras mamães  vivem postando em seus blogs que durante a gestação a fome vira ''fome de leão''.
Gostaria ainda de lembrar meninas, que eu e o maridão somos ovo-lacto-vegetarianos, ou seja, não consumimos nenhum tipo de carne (apenas frutos do mar), mas incluímos na nossa alimentação ovos, leites e seus derivados. Evitamos qualquer tipo de refrigerante e farinha branca, o maridão ainda consome uma cervejinha e um vinho mas eu nenhum dos dois, ah!!! também to evitando o café (algo que adoro).


Meninas alguma sugestão para que possa perder uns quilinhos?
To começando a fica depressiva com essa situação!

Beijinhos!

Obs: Mas as tentativa continuam!
15

Não basta ser pai.. tem que participar!


Meninas quando decidi engravidar é claro que dividi esse meu desejo com meu marido e juntos decidimos não nos cuidar mais e deixar as coisas acontecerem.
Com a decisão tomada, além da ansiedade, milhões de coisas passam pela sua cabeça e uma delas gostaria de dividir com vocês, a preocupação é: - O futuro papai vai ajudar ou não no cuidado com o bebê?
Quando concordamos com o novo plano de ter um bebê é claro que quase não pensamos nas preocupações, apenas na felicidade que tudo isso vai nos proporcionar, mas essa questão da “ajuda” foi algo que tenho pensado com freqüência, eu acho que foi pela história do meu sogro que nunca contribui com os cuidados e na criação do meu marido, ai fico preocupada: - Será que ele vai me ajudar com os cuidados do nosso bebê?  – Será que ele vai ficar do meu lado quando eu precisar de ajuda? – Será que vou ter o apoio dele quando realmente precisar?
Com a chegada do bebê dizem que muita coisa muda, já li muitas coisas em blogs onde as mulheres contam que após o parto o marido ficou diferente, que teve uma espécie de depressão, que a mudança abala a vida sexual do casal e é dessas mudanças que tenho medo, até porque minha convivência hoje com o maridão está ótima. Será que é preocupação desnecessária? Ou devaneios de uma tentante?
Então minhas amigas tentantes e já mamães alguma experiência pra dividir?
Beijinhos!

Obs: Meninas a minha inimiga número 1 foi embora, então estou voltando novamente as tentativas!!!!